segunda-feira, 19 de maio de 2014

Ray Bradbury — Nós Os Marcianos

Nós os Marcianos


"O pai disse: 

— Sua mãe e eu vamos procurar instruí—los. Talvez fracassemos. Espero que não. Vimos muitas coisas e aprendemos muito com elas. Planejamos esta viagem há muitos anos, antes de vocês nascerem. Mesmo que não rebentasse a guerra, teríamos vindo para Marte, acho eu, para viver e criar nosso próprio padrão de vida. Teria sido preciso mais um século para que a civilização terrestre envenenasse Marte. Agora, é claro... 

Chegaram ao canal, longo, fresco, retilíneo e refletindo a noite. 

— Eu sempre quis ver um marciano — disse Michael. — Onde estão eles, papai? Você prometeu. 

— Estão aí — disse o pai. 

Colocou Michael nos ombros e apontou para baixo. 

Os marcianos estavam ali. Timothy começou a tremer. 

Os marcianos estavam ali — no canal — refletidos na água. Timothy, Michael, mamãe e papai. 

Da água ondulante, os marcianos ficaram olhando um tempo enorme para eles..."

Ray Bradbury - As Crônicas Marcianas, 1946

Nenhum comentário:

Postar um comentário