quarta-feira, 17 de abril de 2013

Javier Redal - O.V.B.I. - Objeto Voador Bem Identificado (Conto)


O.V.B.I. *


Conto curto de Javier Redal
Ficção Científica Espanhola


- Oh, não! - gritou o piloto, aterrorizado.

- Oh, sim! - exclamou o copiloto, entusiasmado.

Em seus longos anos como tripulantes de aviões a hélice ou turbos, de carga e de passageiros, nenhum dos dois havia visto um disco voador. E agora, enquanto o DC-9 voava para São Francisco, havia um ali ao lado! Via-se claramente a cúpula central, a fuselagem no formato de prato e mais uma fileira de escotilhas…

O copiloto, fanático pelo tema há anos, não cabia em si de alegria. Lá de trás chegavam os gritos de satisfação dos passageiros e o disparo das câmeras fotográficas, e as aeromoças se esforçavam para mantê-los calmos. O copiloto não parava de perguntar-se: virão em missão de paz? Pediriam que a Terra se unisse à sua civilização? De quê planeta viriam? (É claro que não houve respostas).

Subitamente, o disco voador inclinou-se, mostrando a  face inferior, e da cabine de passageiros se elevou um murmúrio de decepção, enquanto se extinguiam as exclamações de júbilo.

No fundo convexo do disco voador havia um cartaz pintado. À esquerda, um maço de cigarros de uma marca bem popular; à direita, o rosto de um homem que fumava com evidente prazer. Sobre ambos, proclamavam grandes letras brancas: "Não há nada como um Dromedary Filter". Em letras menores se indicavam os conteúdos de alcatrão e nicotina.

- Oh, não! - resmungou o copiloto.

- Oh, sim! - alegrou-se o piloto.

***

Abriu-se a escotilha principal da nave estrelar e Pxtk, o Observador Chefe, entrou na sala. O doutor Twlls, Psicólogo Galático, se levantou para saudá-lo.

- Vai tudo bem? - perguntou.

- Magnífico, excelente! Essa nova pintura de camuflagem que você sugeriu funciona às mil maravilhas. Dentro de pouco tempo nem nos prestarão atenção! Finalmente poderemos observar sem sermos incomodados!

O Psicólogo encolheu os ombros.

- Uma simples aplicação do princípio de saturação: o peixe nem percebe a água que o rodeia. Como os terrestres estão rodeados de propaganda…

O Observador concordou.

- Bem, certo certo…, porém, ouça - acrescentou baixando a voz, mesmo estando somente os dois no lugar -, os rapazes e eu estamos pensando… Diga-me, a Federação Galáctica paga bem?

- Uma miséria - rosnou o cientista -. Esses caras do Núcleo sim é que se dão bem, porém nós, os psicólogos de campo…

- Sim, eu já imaginava algo nesse estilo. Nós também ganhamos muito pouco…, porém, como você sabe, aqui na Terra existem minerais valiosos para a nossa civilização e que lá embaixo se vendem livremente, em troca de dinheiro… De dinheiro terrestre, é claro.

O cientista coçou pensativamente o queixo.

- Aonde quer chegar?

O Observador parecia cada vez mais embaraçado, mas continuou:

- O caso é que…, como lhe direi, é que os rapazes e eu… Bom, você já desceu na Terra, fala os seus idiomas e conhece os seus costumes… e, depois de tudo, a publicidade é um negócio legal lá embaixo…

O Psicólogo foi sem dúvida influído pela cultura que estava estudando, porque disse, sem pestanejar e sorrindo:

- Trinta por cento para mim.

FIM

[*] O.V.B.I.: Objeto Voador Bem Identificado

Título Original: O.V.M.I. ? 1980 por F. Javier Redal.
Tradução: Herman Schmitz, o não identificado.

Um comentário:

  1. Nació en Valencia, allá por 1952. Es licenciado en Ciencias Biológicas y hoy por hoy es profesor de BUP/ESO y aquello.

    Su principal afición es leer y escribir ci-fi, y navegar por Internet y Fidonet. Es un apasionado de Star Trek y, así, como quien no quiere la cosa, se ha convertido en uno de los mejores (si no el mejor) especialistas españoles en Babylon 5.

    Según la Guía de Lectura de Miquel Barceló es, en colaboración con Juan Miguel Aguilera, uno de los primeros autores españoles en cuidar el aspecto científico de sus obras, al más puro estilo del hard anglosajón.

    ResponderExcluir